Archive for the ‘ Renato Roque ’ Category

ESCOLA INFORMAL DE FOTOGRAFIA DO ESPECTÁCULO

Imagem

Anúncios

WIP | Work In Progress – 3ª edição | Lançamento do livro “Fotografia e Curadoria” de Renato Roque | CAPa | Faro

Com a 3ª edição do WIP se conclui o primeiro ciclo de apresentações de projectos fotográficos em curso, iniciado no passado mês de Fevereiro, numa co-produção THE PORTFOLIO PROJECT e Centro Artes Performativas Algarve.

A corrente edição encontra-se organizada de acordo com o seguinte horário

21h-21h30 | Apresentação e lançamento do 2º livro da Colecção REFLEX – “FOTOGRAFIA E CURADORIA – Queijo curado é outra coisa” da autoria do fotógrafo RENATO ROQUE.
21h30 – 21h45 | Conversa sobre o livro com o público presente.

21h45 | WIP – Projecção de trabalhos fotográficos com a participação dos fotógrafos

RENATO ROQUE
BRENDA TURNNIDGE
CATARINA LEAL
HUGO COSTA MARQUES

Será ainda lançado o 2º número da revista FLÂNERIE – http://www.flanerie.net/ – com a oferta de 50 cópias ao público presente.

 

RENATO ROQUE | Fotografia e Curadoria – Queijo curado é outra coisa

RENATO ROQUE | Fotografia e Curadoria – Queijo curado é outra coisa

#02 | Colecção REFLEX | Reflexões sobre fotografiaEDIÇÃO DE COLECCIONADOR | numerado e assinado pelo autor
Edição limitada a 50 exemplares | cada livro inclui uma fotografia original diferente, 10x15cm, impressão em papel fine art
Preço | 22 euros (+ portes de envio )
para comprar | books@theportfolioproject.orgSobre o livro |É uma reflexão pessoal sobre o que vemos estar a acontecer no presente na área da chamada fotografia artística contemporânea e sobre o papel actualmente desempenhado pelos curadores de fotografia. O autor analisa e critica um conjunto de situações e de práticas que lhe parecem equívocas ou pouco aceitáveis, procurando contribuir para desfazer alguns equívocos e para uma clarificação dos vários papéis desempenhados por cada um dos actores na fotografia, e assim reforçar o papel do autor/fotógrafo. Com o espírito de alargar ainda mais a liberdade de criação e porventura contribuir para a descoberta de novos territórios para a fotografia.

Como escreve logo na introdução do livro “Aceitámos o arriscado desafio de publicar este texto porque acreditamos que poderá ser útil para suscitar uma discussão aberta e uma polémica, sobre o que se chama arte e fotografia contemporâneas e sobre o papel desempenhado pela chamada curadoria fotográfica contemporânea que, se tivermos em conta o contexto de mudança profunda e acelerada em que a fotografia hoje se encontra, deveriam ser permanentes, mas que surpreendentemente parecem ser tão raras.”

%d bloggers like this: